This option will reset the home page of Áudio nas Igrejas restoring closed widgets and categories.

Reset Áudio nas Igrejas homepage

Um Desabafo, Um Retrato, Uma Lição

A mensagem abaixo, reproduzida na íntegra, foi divulgada no início de fevereiro de 2006. Refere-se ao cancelamento de um grande show gospel e ao encerramento das atividades de uma das melhores produtoras de eventos que atuaram nesse cenário.

Há bastante tempo encerro minha Apostila Básica de Áudio com a frase “não é preciso ser profissional para agir com profissionalismo e fazer seu trabalho como se fosse um”. Não é uma bandeira que levantamos sozinho. Os leitores do Áudio nas Igrejas estão buscando se aperfeiçoar. Os assinantes da lista somigrejas sempre debatem o agir com profissionalismo dentro da igreja. Muitas vozes que estão, ou estiveram, ligados ao áudio no meio evangélico defendem isso. Somam-se ao côro os que trabalham com iluminação, vídeo, produção de eventos, produção musical, teatro, dança. Tudo aquilo que eu chamo de ministérios técnicos, ou seja, aqueles em que além do lado espiritual há um conhecimento técnico, humano, envolvido.

Independente de eventuais críticas aos “shows”, esse fato que lamentamos e esse desabafo mostram um verdadeiro retrato da área técnica no meio evangélico. Evoluiu-se muito, é verdade. Houve momentos até em que se chegou ao mesmo nível do meio secular, também é verdade. Mas ainda há muito para ser feito. É preciso uma nova consciência! Consciência para não usar um termo mais nú e crú. É hora de profissionalizar no aspecto técnico e, sempre que possível, também nos aspectos trabalhista e financeiros.

Por favor, você que trabalha na área técnica, você que é líder, leia com atenção a mensagem abaixo, não com espírito crítico, mas com espírito auto-crítico próprio e coletivo. Sugiro também a leitura da coluna Sem Chiadeira na sexta edição da revista Palco Gospel, em breve aqui no site.

Que os empreendedores da B2 possam ser bem-sucedidos em outras áreas, enquanto não o puderem ser no meio “gospel”, e que nós amadureçamos.

Graça e Paz,
Filippo Valiante Filho
Editor do site


Em reunião com a diretoria da B2 Music empresa responsável pela contratação do Artista Fred Hammond ao Brasil marcada para 15/02/06 na casa de espetáculos Olympia decide-se cancelar o evento pelas seguintes razões abaixo discriminados:

1) Até a presente data o número de ingressos antecipados vendidos (900 ingressos) de acordo com a capacidade da casa (4.500 ingressos) são insuficientes para cobrir os custos de produção necessárias para a apresentação do artista no Brasil por isso tomamos uma decisão administrativa.

2)Solicitamos apoio da gravadora/distribuidora do artista em nos conceder material promocional para a divulgação e promoção do evento em rádios e veículos de divulgação, onde a mesma nos informou que não iria conceder tais materiais por decisão da gravadora nos EUA, mesmo se beneficiando com todo o movimento de vendas que gera esses eventos no Brasil. Em qualquer show internacional é normal o apoio da gravadora responsável pelo artista em mídia e em materiais de divulgação mais infelizmente no segmento Gospel os produtores ficam sem nenhum apoio.

3)Nossa agência de publicidade preparou todo o mídia Kit contendo Site do Artista, Flyer, Cartazes, Out Doors, Camisetas, Cd Promo, DVD Promo, E-mail, marketing, Spots comerciais e todo o plano de mídia porém em todas as agências nas quais enviamos nosso material e empresas que pedimos patrocino fomos elogiados pela apresentação mais por ser um evento para o publico gospel tivemos negativas em nos apoiar, a razão é que tais marcas não querem seus nomes envolvidos com religião mais querem seus adeptos a consumirem seus produtos. Nos eventos anteriores tivemos os mesmos problemas, pensávamos que poderíamos quebrar essa barreira.

Reembolso:

Comunicamos que a partir do dia 10/02/06 no horário comercial, todos poderão ir aos pontos de venda onde adquiriram os ingressos e juntamente com o RG, receberá a devolução do valor pago como também a devolução do KG de alimento que seria entregue a instituição filantrópica.

B2 Music:

A B2Music informa que suas atividades internacionais se encerrarão nesse segmento, por mais que nos empenhamos em fazer o que há anos existe nos EUA com agências e grandes eventos constantes para o publico gospel, todas as tentativas que tivemos no Brasil os resultados não foram satisfatórios e tivemos muita resistências diversas.

Nos deparamos com todos os tipos de problemas, falta de apoio da liderança das igrejas, facções e sentimentos de ciúme e inveja, falta de apoio do público, (Ex. Show do U2 esgotou em 2 dias), falta de apoio das gravadoras dos artista no Brasil, valores absurdos na divulgação dos spots comerciais, falta de patrocínio, vaidade, e o que mais nos fez tomar essa decisão é o EXERCITO DE DEUS MILITANDO CONTRA SI MESMO!

Quando chegamos ao Brasil após 15 anos pensava que poderia fazer um trabalho lindo e inovador falando a verdade ao publico, nada de show internacional em troca de um KG de alimento. Como somos uma empresa e não igreja talvez ainda esteja na cabeça do público que para DEUS tudo tem que ser de graça, mais o Artista não vem por um Kg de alimento, as passagens não pagamos com comida, o Hotel também, toda a produção não se paga com alimento, o estádio ou a casa de show não se paga com comida.

Nos EUA o povo reconhece seus talentos, quis trazer esse método ao Brasil onde em 2004 fizemos o melhor show que o mercado já assistiu e em 2005 participamos da produção do show do melhor artista do mundo onde fizemos como fazem os produtores de grandes nomes no mercado secular, mais mesmo assim nossos esforços não foram apreciados pelas igrejas que lutam contra si mesmo, por vaidade e etc.

Acho que é um pequeno desabafo de receber tantas criticas, inclusive de pessoas que não sabem a verdade de tudo o que aconteceu nesses anos de luta e desejo de vencer. Fui chamado de todos os nomes por despeito de muitos, mais hoje deixo de ser vidraça e as pedras mudarão de direção.

Nunca teremos no Brasil agências como CAA e WMA que tem em seu casting artista famosos pois eles nos enxergam como “nada”, apesar de sermos segundo o IBGE 40 milhões de cristãos.

Quero que todos aqueles que falaram, criticaram, pré-julgaram sejam abençoados por DEUS.

E levo o carinho e amor daqueles que nos apoiaram e reconheceram nossos esforços, a recompensa receberemos daquele que nos uniu. Jesus Cristo.

Evaldo Rufino (B2 Music)
Fonte: Assessoria B2 Music

Deixe seu Comentário